16 de dez de 2012

Cap 30 - Oração é Poder - Parte 5


ORAÇÃO É FORÇA

É pequeno o número de pessoas que nos momentos mais contundentes pede força para enfrentar as provações.

A maioria busca facilidade e até objetiva a cura, só que com a mínima disposição para o amargor do remédio. É por isso que podemos deixar um recado da maior validade: quem está pedindo nas preces que a vida seja isenta de problemas com muita certeza está bem distante de vencer. Uma coisa é buscar encontrar na prece força para resistir às tentações e força para administrar a vida, outra coisa é querer que a vida não tenha problemas.

Agora, por outro lado, se você pede nas orações que consiga ser feliz no equacionamento das dificuldades, que tenha estrutura para encaminhar cada passo, você passa a ter uma facilidade maior no próprio encaminhamento das situações.

O homem obtém pela prece o concurso dos bons espíritos que acorrem em sustentá-lo nas boas resoluções e a inspirar-lhe ideias sãs. Desse modo, ele adquire a força moral necessária para vencer as dificuldades e até mesmo a voltar para o caminho reto, se deste se afastou. Por meio dela pode também desviar de si os males que atrairia pelas suas próprias faltas. Então, pela oração nós recebemos forças, porque sabemos que o doente necessita ser tratado com um processo de assepsia completa e, ao mesmo tempo, ele também tem que ser fortificado no seu tratamento tradicional para dar a ele mais resistência. Por isso, não tenha a menor dúvida de que o criador nos fortifica.

Se é do interesse da pessoa aflita que a prova pela qual ela passa prossiga, não adianta chorar porque ela não será abreviada mediante o seu pedido. Não existe mágica nos mecanismos da natureza. Entretanto, na impossibilidade de cessação da prova ela pode esperar uma consolação que subtraia o peso do seu amargor.

Se a cura efetiva da doença no momento é impossibilitada, pode-se buscar o remédio que amenize a dor. É assim que funciona. A misericórdia não desconsidera o sofrimento de ninguém, mas faz-se necessário ao aflito a resignação e a coragem, sem as quais não lhe será possível vivenciar a dificuldade com proveito para si próprio. Já tivemos a oportunidade de observar que a dor não edifica ninguém pelo volume das lágrimas, e sim pela porta de luz que se abre ao coração. Sem o aprendizado da lição, nada mais a esperar senão o seu recomeço.

Dessa forma, em nossa oração devemos pedir o esclarecimento e o auxílio do plano superior, mediante o qual espíritos esclarecedores objetivam levantar-nos a cabeça, por meio de conselhos e encorajamentos, inclusive assistindo-nos materialmente, se for possível. Entendamos que os benefícios de Deus para conosco não consistem unicamente nas coisas materiais. Devemos também saber agradecer-lhe as boas ideias e as felizes inspirações que recebemos.

Enquanto o egoísta atribui todas as conquistas aos seus méritos pessoais, e o incrédulo ao acaso, o que tem fé rende graças ao criador supremo e aos bons espíritos que trabalham incansavelmente na seara do bem. O impulso espontâneo, que nos faz atribuir a Deus tudo o que de bom nos sucede dá testemunho de um ato de reconhecimento e de humildade, que nos granjeia a simpatia dos mensageiros de luz.

Pela prece o homem atrai a salutar inspiração dos espíritos bons, que lhes dão força para resistir aos maus pensamentos, cuja realização desses pode ser bem funesta. Esses espíritos não vão nos afastar do mal, e sim auxiliar-nos no equilíbrio do pensamento. Eles, de forma alguma, interferem no cumprimento dos decretos divinos, tampouco suspendem o curso das leis da natureza, apenas nos ajudam de modo a que não as infrinjamos. Agem de maneira suave, quase imperceptível, para não nos subjugar a vontade. Afinal, não temos o livre-arbítrio que tem que ser respeitado? A criatura humana se acha, então, na posição de quem solicita bons conselhos, com a liberdade de segui-los ou não.

Quer Deus que seja assim, que a individualidade tenha a responsabilidade dos seus atos e o mérito da escolha entre o bem e o mal. É esse esclarecimento que o homem pode estar certo de receber se o pedir com fervor. E se a eficácia da prece estivesse reduzida a essa proporção não traria resultados imensos? Mas não, os seus efeitos são muito mais extensos do que isso.

O primeiro ato que deve assinalar a vida ativa de cada dia é a prece. É o dever primordial de todo ser humano. Pela oração, podemos não conseguir modificar os fatos em si, mas podemos nos modificar, recolhendo expressivos coeficientes de energias para aceitar as provações que nos cabem, vencendo-as com paciência e valor. Nunca poderemos enumerar todos os benefícios da oração. Cada prece do coração constitui emissão eletromagnética de relativo poder. A prece de quem ama, por exemplo, tem uma capacidade de penetração muito profunda. Já pensou nisso? Quanto mais você tem autenticidade de amor mais você entra no fundo ou no centro irradiador da divindade.

Você se lembra, lá atrás, quando éramos criança, nem sonhávamos estudar o evangelho, e a mãe da gente ensinava, dizendo: "Meu filho, não durma sem fazer uma prece para o papai do céu!" Se lembra disto? Pois é, não era à toa. Não era simplesmente alguma coisa convencional. Talvez um dizer intuitivo, como se fosse um processo para nos auxiliar e proteger. Sim, porque a vida não para.

Se durante o dia a gente fica envolvido num sufoco danado, de noite a gente tantas vezes se entrega a vários acontecimentos durante o sono. Pode acontecer de você ir deitar, orar e acordar meio amofinado, desanimado: "Puxa, você falou para orar ao deitar. Eu fiz, não adiantou, acordei mal." Calma, adiantou, pois se você não tivesse orado poderia ter sido pior. Mas isso é assunto para ser tratado mais à frente. Não é assunto para ser aprofundado agora.

Por ora, o importante é a gente saber direcionar a nossa vida extra-física, como encarnados, durante o sono, com vistas a novas experiências, em um plano também objetivo, consciente e lógico de trabalho. Porque o corpo sabemos que descansa durante o sono. O espírito? Ah, este com certeza nem sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...