9 de ago de 2014

Cap 45 - Seja Feliz Hoje - Parte 1

EM UM MUNDO ATRIBULADO

Em algum momento você já parou prá pensar que apesar do enorme avanço tecnológico que nos envolve na atualidade, em todos os sentidos, e que tem por finalidade melhorar as condições de vida dos seres humanos, ainda somos visitados por situações que nos ocasionam elevado desconforto na intimidade da alma?

No mundo atual, inovações estão acontecendo de forma muito rápida. Você compra hoje um aparelho celular ou outro produto de alta tecnologia e antes do final do ano modelos mais avançados já surgiram, menores ou maiores, mais bonitos, com mais opções de uso e mais praticidade. Sem dúvida, todos notamos isso, e notamos também que por mais avançadas as conquistas da ciência o chamamento do mundo, os valores que ele oferece, visam nos propiciar um reconforto no âmbito de fora para dentro, quando a felicidade legítima é de dentro para fora.

Eu me lembro que em certa ocasião, coisa de alguns anos atrás, quando convidado para falar de uma passagem do evangelho em um núcleo espiritual, uma senhora que me precedeu nos estudos, muito simpática por sinal, expressão doce, voz suave e olhos singelos, começou dizendo na sua explanação: "Calamidades. Nós vivemos em um mundo de calamidades!" Confesso a você que apesar de bem intencionada ela falou bobagem. Isso mesmo, falou o que não devia e o que não sabia.

Embora seja uma tendência natural de muitas pessoas abominarem o mundo, a questão não é bem assim. Porque não podemos viver dissociados das contingências do mundo, para o qual Deus mandou o seu filho unigênito não para o condenar, mas redimir. É só uma questão de analisar um pouco. Não podemos mais ficar nessa de amaldiçoando o mundo que nos acolhe. Precisamos do mundo. Sem ele não há material para trabalho. Precisamos dos valores que o mundo oferece para edificarmos o nosso crescimento. Não tem como obter evolução efetiva distanciado dos valores tangíveis, não tem como evoluir em um plano etéreo, servindo aos anjos. Nossa capacidade realizadora não pode se processar em cima de um plano subjetivo. É no globo terrestre que edificamos as bases sólidas de nossa ventura, com inteligência, trabalho, persistência e fé.

E não é possível crescer reclamando das dificuldades. A queixa inútil enfraquece o nosso otimismo e gera desconfiança e perturbação. Independente da condição perceptiva acerca da realidade por parte das criaturas humanas, o bem invariavelmente está presente em toda a extensão universal. Para se ter ideia, a própria dor, a própria enfermidade e os desafios da vida representam componentes indutores da evolução do ser, seja no respaldo dos débitos perante a lei ou seja na instauração de projeção para o crescimento consciente.

Cada um tem a sua cruz para carregar, o que é inegável, e os acontecimentos do cotidiano nos convocam a consolidar a paz em meio a um mundo em aparente desarmonia.

Note bem, eu disse aparente, porque tudo está debaixo da harmonia e equilíbrio superior. Não pode ser diferente, a serenidade que buscamos tem  que ser conquistada dentro do tumulto.

A vontade de Deus se expressa pelas circunstâncias da existência e compete a nós compreendê-la na essência. As circunstâncias que nos alcançam expressam a vontade de Deus a nosso benefício, a todo momento e em todos os lugares. Nada na vida é por acaso, vamos repetir, a circunstância é a vontade do criador em favor da criatura. Quem gerencia o mundo e diligencia providências para que o mundo sofre menos é Deus. Deus dispõe e nós temos que aprender a trabalhar com o que Ele nos dispõe, e ponto final. As circunstâncias são lances de um papel importantíssimo na nossa vida e a questão é que nós praticamente rejeitamos todas. Não estamos sabendo viver de forma adequada ante as circunstâncias que nos tocam, pois somos inconformados diante delas e buscamos criar outras. E desconsideramos durante a trajetória que é nelas que estão presentes aquelas gemas preciosas, aqueles padrões valiosos, que vão nos projetar para um estado de segurança e harmonia.

O momento de transição em que nós vivemos é um momento todo peculiar no campo evolucional da humanidade. O mundo em transição, embora vigorando tamanha conturbação, é algo da maior validade para cada um. É laboratório em que a gente pode realizar várias conquistas e resolver muitos problemas íntimos num curto prazo de tempo. Basta querer.

Estamos vivendo momentos importantes nessa transição. Só para se ter ideia, repare que antigamente era preciso viver vários anos para se poder sedimentar um novo componente, para darmos o passo seguinte. Hoje não, é tudo bem mais rápido, em prazos bem menores nós estamos sendo levados e isso é um sinal característico de transição. A terra nas últimas décadas, coisa de setenta, sessenta ou cinquenta anos atrás, apresentou mudanças expressivas em todos os sentidos, seja no filosófico, tecnológico, na pesquisa científica, enfim, no campo de todas as frentes em que o trabalho e o progresso se desenvolvem.

Muitas das coisas que eram estudadas nos livros a cinquenta, quarenta anos atrás, ou até menos, já estão superadas. Hoje é outra coisa, é outra sistemática, o que mostra que esse mecanismo funciona com uma rapidez incrível abrindo novas condições para a vida. É óbvio que muitos companheiros não estão aproveitando as oportunidades, estão valendo-se desse momento tumultuado para entrar com os dois pés nas dificuldades complicando ainda mais o destino.

Todavia, enquanto isso nós podemos dar passos avantajados, que vão representar no fritar dos ovos verdadeiros saltos nas estruturas que nos tem sido abertas. Sem dúvida, podemos ter chances inimagináveis de trabalho e muitos, inclusive, estão sendo convocados a se valer desse momento que se transforma num verdadeiro laboratório de compreensão, ajuda e auxílio. Estão sendo convocados a reclamarem menos, lamentarem menos e aproveitarem mais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...