19 de ago de 2017

Cap 61 - Livre-Arbítrio (2ª edição) - Parte 4

A PERSEVERANÇA

“MAS AQUELE QUE PERSEVERAR ATÉ AO FIM SERÁ SALVO.” MATEUS 24:13

Uma coisa que nós temos aprendido ao longo do tempo, e que podemos afirmar com toda a certeza, é que o processo de evolução tem que ser fixado na perseverança.

Vamos ter em conta a capacidade de perseverar. Não há luta com êxito sem perseverança.

A sistemática de ação tem que ser fixada na perseverança. O crescimento é pela sua utilização e em qualquer pessoa não tem como ser diferente. Ninguém receberá as bênçãos de qualquer colheita sem o devido suor da sementeira.

E nós podemos até ir além, sem qualquer exagero: a perseverança é o instrumento fundamental da conquista. É a base da vitória, componente básico da realização. Constitui o caminho seguro para toda ocasião em que a individualidade se desperta e quer conquistar, principalmente quando ela quer acesso a algo novo que não conhece.

Sem ela não há caminho para a felicidade. Em suma, nós não temos como operar alterações seguras no roteiro e nem conquistar o que queremos sem perseverar.

Exemplos nos ajudam no esclarecimento, então, toda vez que você pensar em desistir lembre-se que a semente tem que vencer o obstáculo apertado da cova escura para poder germinar; que nenhuma semente acorda árvore de uma noite para o dia e que tão pouco é possível encontrar frutos na árvore nascente.

Não se prepara o solo para a plantação sem retificá-lo ou feri-lo, e somente a terra trabalhada é capaz de produzir, alimentando e atendendo a esperança do plantador.

Em suma, a realização de qualquer objetivo que propomos exige uma dinâmica continuada.

Você estabeleceu sua meta? Se sim, tente uma vez, tente duas, três vezes e, se possível tente a quarta, a quinta e quantas vezes for necessário. Só não desista nas primeira tentativas, porque a persistência é amiga da conquista. O processo da evolução tem que ser fixado na perseverança, e perseverança diz respeito à permanência. Significa conservar-se firme e constante no propósito. É persistir, continuar, manter a força ou ação. É ter firmeza, permanecer sem mudar ou variar de intento.

Ficou claro? Persistência representa a busca que a criatura elege. A maioria das pessoas quer fazer, quer realizar, mas a vontade é da boca para fora. Daí, se você quer chegar aonde a maioria não chega, precisa fazer o que a maioria não faz.

É comum a gente ser apanhado na nossa luta reeducacional dentro de um túnel. Já pensou nisso? 

E sabe por que túnel? Porque na maioria das vezes em que uma luz nos toca e nos sensibiliza nós reconhecemos que no momento do despertar estamos dentro de um túnel escuro. 

Vemo-nos circunstancialmente em um labirinto escuro, cerceados e limitados dento de um túnel sem luz. E mais, que toda a sombra em volta, toda a complicação dentro desse túnel, desse ambiente que nos envolve e limita, foi criada por nós mesmos lá atrás mediante escolhas menos felizes que efetivamos. 

Quer dizer, escolhemos indevidamente no dia de ontem e hoje a vida nos colocou nesse ponto difícil, até mesmo para refletirmos.

E aí o que fazer? A solução é buscar sair do túnel. E para isso é preciso usar de discernimento para nos desonerarmos desse sistema. O túnel é escuro e a gente tem que caminhar dentro dele até achar uma abertura com uma claridade na ponta. Concorda? Tem alguma outra saída? Não, não tem. Nós temos que percorrer atrás dessa abertura com paciência e determinação para poder sair.

A gente não pode simplesmente destruir o túnel, explodi-lo e pronto. Se fizermos assim, o que é que acontece? Fechamos a eventual saída e corremos o risco de ficar por mais algumas reencarnações envolvidos na confusão toda. Percebeu?

Isso é o que tem acontecido com muitos de nós. Diante da necessidade de sair da dificuldade que nos limita os passos, redimensionamos conceitos, passamos a pensar melhor, melhoramos posturas, no entanto ainda continuamos no trânsito complicado, escuro e difícil do túnel em que nos situamos. Estamos pensando na luz, estamos produzindo luz em nós, nossa semente está vibrando de uma forma diferente, mas ainda nos situamos em meio às trevas. Ainda vivemos dentro do túnel, sujeitos a todas às pressões e complicações que ele manifesta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...